Dominância nos cães: Uma compilação científica

Imagem de destaque: Canine Ethogram—Social and Agonistic Behavior, de Roger Abrantes

Nós temos um mundo de conhecimento a explorar, tanto na nossa vida real como virtual. Contudo, nem sempre é fácil encontrar factos ou evidências confiáveis sobre determinados assuntos.

Eu acredito que existe um grande mal-entendido e desinformação entre uma definição etológica do comportamento social de uma espécie e um conto de fadas usado no treino de cães. Sim, a “teoria da dominância” não pertence nem à etologia nem a qualquer ciência. Foi uma teoria popular de pseudociência criada como justificativa para o uso de técnicas coercivas e violentas no treinamento de cães.

É minha convição que devemos usar os modelos científicos imparcialmente, independentemente das nossas crenças moralísticas.

Através da correcta definição dos termos e conceitos, nós tornamo-nos profissionais responsáveis. Nós iremos saber distinguir entre a ciência e as alegorias ou mitos populares, e aprender a respeitar cada espécie. Espécies diferentes comunicam de forma diferente.

Eu compilei um conjunto de artigos e estudos científicos de autoridades especializadas comportamento animal, a maioria especificamente no comportamento canino. Eu vou atualizar este artigo sempre que se justifique.

Os tópicos abaixo estão em Inglês. Se tiver dificuldade com a língua, pode utilizar um plugin para o seu navegador ou um website online de tradução.

Eu acredito que estes factos vão auxiliar-lhe a criar uma opinião educada sobre este assunto.

Invista um pouco do seu tempo a ler os tópicos abaixo e as referências de leitura. Construa um conhecimento científico confiável, que vai permitir envolver-se em discussões constructivas.

Artigos

Recomendações de leitura

Abrantes, R. (1997). The Evolution of Canine Social Behavior. Wakan Tanka Publishers.

Abrantes, R. (1997). Dog Language. Wakan Tanka Publishers

Coppinger, R. and Coppinger, L. (2001). Dogs: a Startling New Understanding of Canine Origin, Behavior and Evolution. Scribner.

Eaton, B. (2002). Dominance in Dogs: Fact or Fiction?. Dogwise.

Horowitz, A. (2014). Domestic Dog Cognition and Behavior, the Scientific Study of Canis familiaris. Springer- Verlag Berlin Heidelberg. 

McFarland, D. (1998). Animal Behaviour. Benjamin Cummings. 3rd ed.

McFarland, D. (2006). A Dictionary of Animal Behaviour. Oxford University Press

Serpell, J. (2017). The Domestic Dog. Its Evolution, Behavior, and Interactions with People. Second Edition. Cambridge University Press.

Székely, T. (2010). Social Behaviour, Genes, Ecology, and Evolution. Cambridge University Press.

Watson, J.C., Arp, Robert. (2015). Critical Thinking—an introduction to reasoning well. Bloomsbury Academic.

Nota do autor: Atualizado em Abril de 2019. Título original do artigo: “Dominância- uma visão científica”.

Todo o conteúdo deste site é protegido. Se utilizar de alguma forma este artigo, mesmo que só para pesquisa, por favor dê os devidos créditos. Utilize a referência: “Barata, R. (2016). Dominância nos cães: Uma compilação científica. rbarata.com”. Eu agradeço todo o seu profissionalismo.